domingo, 10 de maio de 2009

A potência da improvisação em dança


A psicóloga arquetípica Aline Fiamenghi terá de "atravessar um Rubicão" com local, data e horário marcados.
Aline defenderá sua dissertação de mestrado, A potência da improvisação em dança: uma abordagem arquetípica, dia 14 de maio, as 10h15, na PUC de São Paulo (4º andar - Setor de Pós-Graduação). O Rubicão não só indica, como também estará lá presente: Henrique Pereira será um dos examinadores da banca. Abaixo, um trecho do resumo da dissertação de Aline:


"(...) trata-se de um trabalho sobre o 'fazer-alma' que tem sua base na improvisação em dança. Na perspectiva da psicologia arquetípica, alma é uma possibilidade imginativa, a função de transformar eventos em experiências, a capacidade de reconher todas as realidades como primariamente simbólicas ou metafóricas. Não tentamos 'psicologizar' a experiência da dança, nem explicá-la, mas partimos dança por se algo que toca. Por ela vemos a possibilidade de metaforizar, pois entendemos que improvisar em dança é imaginar com corpo."

3 comentários:

  1. Tenho muitos amigos/as que vão adorar ler isso...

    ResponderExcluir
  2. Puxa Aline eu adoraria conhecer sua tese. Sou pesquisadora do mesmo assunto só que na área de teatro, seria ótimo trocar figurinhas.... abraços e boa sorte.

    Dani Nefussi

    ResponderExcluir